Pesquisar
Close this search box.
[views count="1" print="0"]

Estiagem: Governador Wilson Lima faz balanço de dois meses de atuação do comitê para minimizar impacto da seca

Comitê liderado e instituído pelo governador em 29 de setembro levou quase 100 mil cestas básicas, além de refeições gratuitas e água potável
Especial Publicitário
(Fotos: Alex Pazuello/ Secom)

Manaus (AM) – O governador Wilson Lima destacou, nesta quarta-feira (29/11), as principais ações em dois meses de criação do Comitê Intersetorial de Enfrentamento à Situação de Emergência Ambiental, fortalecendo a Operação Estiagem 2023. O balanço foi feito durante anúncio do Programa Amazonas 2030 para redução do desmatamento no estado, que será apresentado pelo Governo do Estado na 28ª Conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas, em Dubai, Emirados Árabes Unidos.

Em dois meses, foram entregues cerca de 1,8 toneladas de alimentos aos municípios em situação de emergência, purificadores de água, Estações de Tratamento de Água Móvel (Etam), kits alimentares, refeições gratuitas, entre outras ações. De acordo com Wilson Lima, o comitê permanece ativo acompanhando a subida dos níveis dos rios do estado.

“Nós montamos o comitê incluindo as principais secretarias. Com isso, a gente conseguiu reduzir, do início do ano até agora, em relação às queimadas, algo em torno de dez por cento. Também entregamos cestas básicas para todos os municípios em situação de emergência, o último a receber será São Gabriel da Cachoeira. E o comitê ainda continua ativo observando a situação da estiagem”, afirmou Wilson Lima.

O Comitê foi instituído no dia 29 de setembro para coordenar ações de prevenção, preparação, mitigação e resposta ao desastre da estiagem. De acordo com o secretário executivo da Defesa Civil do Amazonas, coronel Antônio Máximo, o balanço é positivo porque permitiu um comando unificado com todas as secretarias de estado.

“O governo alcançou os mais necessitados com alimentos, água, estações de micro-abastecimento de água, estações de tratamento móvel. O governo do Estado também fez a entrega da merenda escolar em casa e distribuição de medicamentos. Esse balanço traz como principal ensinamento a celeridade, e comprova que o governador acertou ao colocar toda a máquina do Estado nisso, e nós fizemos tudo em um prazo de 50 dias”, enfatizou o secretário.

O comandante do Corpo de Bombeiros do Amazonas (CBMAM), coronel Orleiso Muniz, afirma que foram quase 3 mil incêndios combatidos no período de julho a novembro e destaca que as ações estão ainda mais fortalecidas.

“Nós conseguimos viabilizar projetos robustos junto ao Ministério da Justiça e ao Fundo da Amazônia para potencializarmos as ações do Corpo de Bombeiros e também da Defesa Civil para ações futuras voltadas a combater a estiagem, especialmente as queimadas”, explicou o comandante.

Ações de enfrentamento à estiagem

Durante a Operação Estiagem 2023, a Defesa Civil do Amazonas entregou 95.855 cestas básicas, equivalente a 1.802 toneladas de alimentos e 83.340 litros de água mineral. Também foram instalados 53 purificadores, sete Estações de Tratamento Móvel de Água (Etam) operando em municípios como Careiro da Várzea, Uarini, Tefé, Parintins, Japurá e Manaquiri. Outros oito estão em processo de montagem.

A Secretaria de Educação e Desporto Escolar, através do programa Merenda em Casa, alcançou 7.039 alunos da rede estadual com entrega de kits alimentares. O programa Prato Cheio distribuiu 352.294 refeições gratuitas em dois meses nos municípios com restaurantes populares.

A Companhia de Saneamento do Amazonas (Cosama) distribuiu 129.192 copos de água tratada e implementou 5 sistemas simplificados de tratamento de água do Projeto Água em comunidades ribeirinhas. A Fundação de Vigilância em Saúde enviou 1.681.350 hipocloritos de sódio para o tratamento de água durante o período.

No combate às queimadas, mais de 400 homens, incluindo bombeiros, brigadistas e agentes da Força Nacional, atuaram efetivamente. Foram combatidos 2.904 incêndios, sendo 818 na capital e 2.086 no interior. Durante a operação, 93 pessoas foram levadas à delegacia pela Polícia Militar do Amazonas e cerca de R$ 196 milhões de multas foram aplicadas pelo Instituto de Proteção Ambiental (Ipaam).

Leia mais:

Receba notícias do Portal Tucumã no seu WhatsApp e fique bem informado!
CLIQUE AQUI: https://cutt.ly/96sGWrb

Tags:
Compartilhar Post:
Especial Publicitário