Pesquisar
Close this search box.

Ex-vereador é preso por vender casa que morava alugado por R$ 2,6 milhões

Especial Publicitário

A Polícia Civil (PC) prendeu preventivamente, na tarde dessa quarta-feira (9), o ex-vereador Maurício Gomes de Souza, 43, conhecido “Magom”, de Presidente Figueiredo (distante 129 quilômetros de Manaus) e sua companheira Maria Jussara da Silva Marreiro, 32, pelo crime de estelionato.

De acordo com a polícia, o casal utilizou uma procuração falsa e vendeu um imóvel alugado no valor R$ 2,6 milhões.

O delegado  Demetrius Queiroz,  adjunto da Delegacia Especializada De Roubos, Furtos e Defraudações  (Derfd), comentou sobre o resultado de ação policial, deflagrada na tarde de quarta-feira (9), por volta das 16h, por policiais civis da especializada, que culminou nos cumprimentos de mandados de prisão preventiva por estelionato em nome  ex-vereador e sua companheira.

De acordo com Demetrius Queiroz, o casal, por meio de uma procuração falsa, vendeu um imóvel em que morava alugado, no valor de R$ 2,6 milhões. Ainda segundo Queiroz, “Magom” já responde na Justiça por homicídio, dois estelionatos e falsificação de documentos público.

Tags:
Compartilhar Post:
Especial Publicitário