Pesquisar
Close this search box.

Mulher é presa ao roubar carro e extorquir R$ 10 mil de proprietário em Manaus

A mulher foi detida na quinta-feira (25), no Centro da capital amazonense
Especial Publicitário
(Foto: divulgação).

Manaus (AM) – A mulher identificada como, Saminne Rillary Viana Medeiros, de 21 anos, foi presa suspeita de roubar um carro e extorquir R$ 10 mil do proprietário do veículo, com ajuda de mais três comparsas, no dia 31 de julho de 2023, em Manaus. A mulher foi detida na quinta-feira (25), no Centro da capital amazonense.

Conforme o delegado Rodrigo Barreto, titular da Delegacia Especializada em Roubos e Furtos de Veículos (DERFV), as investigações apontaram o envolvimento da mulher no roubo de um carro e na extorsão ao proprietário do veículo. “Durante as diligências, foi possível localizar o veículo em tempo hábil e devolvê-lo à vítima. Os infratores conseguiram extorquir mais de R$ 10 mil da vítima. Diante da materialidade do crime, nós representamos pela prisão da autora, a qual foi acatada pela Justiça”, disse

Ainda conforme o titular, a mulher foi presa na quinta-feira (25), na avenida Getúlio Vargas, bairro Centro, zona sul de Manaus. As investigações irão continuar para identificar e prender os demais envolvidos no crime. A mulher responderá por roubo majorado e extorsão e ficará à disposição do Poder Judiciário. Com informações da assessoria.

Cárcere

Uma mulher de 24 anos e três crianças, de 7, 4 e 9 anos, foram feitas reféns por pelo menos 36 horas, neste fim de semana, na Comunidade Barreirinha de Cima, situada na zona rural do município de Fonte Boa, no interior do Amazonas.

A mulher estava sendo torturada e mantida em cárcere pelo marido há dias em uma residência localizada na comunidade. Ela foi arrastada para o local cercado por áreas de mata com as filhas e a irmã de criação do suspeito. Elas foram resgatadas pela polícia na noite da última sexta-feira (26).

Além de agredir a mulher, o homem fez um vídeo onde mostrava o rosto da vítima todo machucado e exibia suas partes íntimas, enquanto ela implorava que ele parasse.

Ele compartilhou a gravação via WhatsApp e as imagens acabaram chegando até à polícia. Contudo, quando a lancha com policiais militares e civis se aproximavam da comunidade para realizar o resgate da família, o acusado pegou a mulher e crianças e se embrenhou em área de mata, por volta das 20h.

A polícia realizou buscas na área, mas por ser um local de difícil acesso e o homem conhecer bem o território, as equipes não conseguiram encontrá-los. Após horas de buscas, apenas objetos da mulher e crianças e do acusado foram achados.

Na noite de sábado (27), o agressor decidiu liberar a irmã de criação e a menina de apenas 9 anos, por volta das 19h. Porém, manteve a mulher e as outras filhas dela refém.

Com as pistas sinalizadas pela criança libertada, as buscas continuaram na mata e a polícia manteve o cerco para impedir o acesso do homem ao rio, por onde ele poderia fugir. No domingo (28), passadas mais de 36 horas do sequestro, o acusado liberou a mulher e as crianças, mas não se entregou.

Enquanto as autoridades prestavam socorro às vítimas, ele acabou escapando. As buscas continuaram no perímetro até às 10h, porém sem sucesso na captura do agressor, a polícia encerrou a caçada. A mulher e crianças foram conduzidas até a delegacia com alguns hematomas e bastante abaladas emocionalmente. Elas foram levadas para atendimento médico e devem ser ouvidas. A polícia pediu a prisão preventiva do sequestrador e vai continuar com os trabalhos para prendê-lo.

Leia mais:

Receba notícias do Portal Tucumã no seu WhatsApp e fique bem informado!
CLIQUE AQUI: https://cutt.ly/96sGWrb

Tags:
Compartilhar Post:
Especial Publicitário