Pesquisar
Close this search box.
[views count="1" print="0"]

Veja quem votou pela cassação de Silas Câmara

O voto contrário ficou referente a Marcelo Vieira e Victor Liuzzi Gomes.
(Foto: reprodução).

Manaus – Por quatro votos a dois, os juízes do Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas (TRE-AM) cassaram, nesta quarta-feira (31), o mandato do deputado federal Silas Câmara (Republicanos) por gastos ilícitos na campanha de 2022.

O relator do processo, Pedro de Araújo Ribeiro, votou pela cassação do mandato e pelo recálculo dos quocientes eleitoral e partidário, bem como a vice-presidente do TRE-AM, desembargadora Carla Reis, e os juízes Marcelo Pires Soares e Fabrício Frota Marques. O voto contrário ficou referente a Marcelo Vieira e Victor Liuzzi Gomes. Vieira classificou a situação como “falha meramente formal” a falta de registro, como doação de campanha, da carona de avião dada por Silas ao irmão, Dan Câmara, que era candidato a deputado estadual.

Irregularidades

As irregularidades na campanha de Silas Câmara foram relatadas pelo Ministério Público Eleitoral (MPE) em representação por captação ou gastos ilícitos de campanha.O Ministério Público Federal (MPF) considerou os gastos com fretamento de aeronaves e a forma de utilização. Silas apresentou gastos de R$ 396,5 mil com aluguel de aviões e informou fretamento com rota para o Acre. Em outro aluguel, um dos passageiros foi seu irmão Dan Câmara, do PSC. Outro trecho apresenta passageiros de colo (crianças) na lista que foi informada.

Leia mais:

Receba notícias do Portal Tucumã no seu WhatsApp e fique bem informado!
CLIQUE AQUI: https://cutt.ly/96sGWrb

Tags:
Compartilhar Post:
Especial Publicitário
plugins premium WordPress