[views count="1" print="0"]

Defesa de Gustavo Sotero nega que delegado tenha ido ao TRE sem escolta

A assessoria jurídica do delegado Gustavo Sotero, que está sendo julgado pela morte do advogado Wilson de Lima Justo Filho dentro de uma casa noturna na zona Oeste de Manaus, emitiu uma nota após um vídeo de Sotero indo, aparentemente sozinho ao Tribunal Regional Eeitoral (TRE) aparecer em redes sociais.

De acordo com a nota, assinada pelo advogado Claudio Dalledone Junior, Sotero foi ao Tribunal escoltado por dois policiais, conforme documento anexo à nota divulgada.

Veja abaixo a íntegra do texto e o vídeo que deu origem à nota:

NOTA À IMPRENSA
Com relação às insinuações de que o Delegado Gustavo Sotero estaria a flanar sem escolta em compromissos pessoais diz a defesa:

1.A escolta estava sendo feita por dois policiais;

2.A comprovação documental disso esta a disposição dos especuladores;

3.Essa especulação comprova a ação lamentável desempenhada pelos acusadores de Gustavo Sotero;

É o que diz a nota.

Claudio Dalledone Junior
Advogado

O julgamento do delgado foi marcado inicialmente para o dia 29 de outubro, mas após a defesa observar divergências na lista de jurados, foi transferido para o próximo dia 27 de novembro, dois dias após a ocorrência completar dois anos.

Vídeo gerou debate sobre escolta de delegado

Raphael Sampaio

Tags:
Compartilhar Post:
Especial Publicitário