[views count="1" print="0"]

Juiz condena responsáveis por ataque racista contra Maju Coutinho

Os homens usaram perfis falsos para proferir ofensas raciais contra a jornalista na página oficial da Rede Globo no Facebook.
Juiz condena / Foto: reprodução
Juiz condena / Foto: reprodução

Érico Monteiro dos Santos e Rogério Wagner Castor Sales foram condenados pelos crimes de racismo e injúria racial contra Maju Coutinho, jornalista da Rede Globo de Televisão. Érico foi condenado a seis anos de prisão e Rogério, a cinco. Ambas as penas serão cumpridas no regime semiaberto.

O juiz Eduardo Pereira Santos Júnior, da 5ª Vara Criminal da Comarca da Capital, também condenou os dois pelo crime de corrupção de menores por terem induzido três adolescentes a cometerem o mesmo delito.

Os homens usaram perfis falsos para proferir ofensas raciais contra a jornalista na página oficial da Rede Globo no Facebook.

Os condenados foram denunciados pelo Ministério Público, que foi acionado por internautas indignados com os ataques racistas contra a jornalista.

Ao analisar o caso, o magistrado apontou que ficaram configurados os crimes de racismo e injúria racial. “O racismo, no caso, deu-se em sua forma qualificada, eis que as frases de ódio racial e de cor foram publicadas na página virtual do Jornal Nacional da Rede Globo, ou seja, em ambiente de amplo acesso ao público. Está caracterizado também o crime de injúria racial”.

Dois homens que também foram indiciados acabaram absolvidos por falta de provas. Érico e Rogério poderão recorrer da sentença em liberdade.

Clique aqui para ler a decisão

Leia Também: Após quase 1 ano de massacre, escola Raul Brasil retomará atividades em abril

Fonte: Revista Consultor Jurídico

Tags:
Compartilhar Post:
Especial Publicitário