[views count="1" print="0"]

Último suspeito envolvido na morte do servidor do TCE-AM é preso em Manaus

Edney Fernandes Vieira é identificado como o proprietário do veículo utilizado no crime
(Foto: Divulgação)

Manaus (AM) – Nessa segunda-feira (25), em Manaus, foi preso o último suspeito envolvido ao assassinato do advogado Erwin Rommel Godinho Rodrigues, de 54 anos, que trabalhava no Tribunal de Contas do Amazonas (TCE). Edney Fernandes Vieira é identificado como o proprietário do veículo utilizado no crime, bem como o responsável por coordenar o atirador e o motorista, envolvidos na execução do servidor.

A vítima foi morta a tiros em novembro de 2023, logo após sair de um restaurante em Manaus. No início de dezembro, o executor contratado para o crime já havia sido detido.

No mesmo mês do ano anterior, a polícia prendeu Israel da Silva Assis, de 41 anos, suspeito de ser o mandante do assassinato. Segundo as autoridades, Israel era sócio de Erwin e tinha uma dívida de R$ 1,5 milhão com a vítima. Após ser cobrado, ele teria planejado o homicídio.

Agora, na terceira fase da Operação “Legisperitum”, a polícia capturou o último suspeito envolvido, Edney Fernandes, no caso do servidor do TCE-AM.

Segundo o delegado Ricardo Cunha, que ocupa o cargo de titular na Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), Erwin estava envolvido na regularização de imóveis e terras, não apenas no Amazonas, mas também em outros estados do Brasil. O mandante do crime, Israel, colaborava com ele ao angariar clientes e fornecer informações.

“Nesta situação, Israel apresenta um cliente para o advogado e, juntos, eles formalizam um contrato – no valor mencionado – referente a regularização de terras na Bahia. No entanto, o suposto cliente sumiu e o Erwin passou a cobrar o Israel quanto ao R$ 1,5 milhão, o que irritou o criminoso e o levou a planejar a morte do advogado”, disse.

De acordo com as autoridades policiais, o mandante do crime contratou Hewerton Kauan Oliveira Cavalcante e João Gabriel da Silva Almeida, ambos de 18 anos, para se envolverem na ação criminosa, oferecendo uma quantia de R$ 5 mil como recompensa.

“No dia do crime, o mandante ainda convidou Erwin para almoçar, para fins de negócios. Quando o advogado sai do restaurante, ele manda uma mensagem para Hewerton Kauan, que persegue e executa a vítima. Todas as ações foram registradas por câmera de segurança”.

Leia mais:

Receba notícias do Portal Tucumã no seu WhatsApp e fique bem informado!
CLIQUE AQUI: https://cutt.ly/96sGWrb

Tags:
Compartilhar Post:
Especial Publicitário